Meu espaço

Meu espaço
Um Encanto

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Carboxiterapia. Sabem o que é???

Especialistas afirmam que os resultados podem ser notados a partir da quinta sessão. Pelo que parece, a caboxiterapia funciona e surpreende com seus resultados. Já virou febre nas clínicas de estética pelo Brasil. Mas tem um porém com você verá daqui a pouco.
Esses resultados mostram que esse tratamento vem sendo eficaz e pode ser realizado em diversas partes do corpo, como abdômen, coxas, pescoço, braços, nádegas e costas. A observação que os médicos especialistas fazem é que esse tratamento estético deve estar aliado à uma dieta, pois se a alimentação da paciente não é balanceada,  as gorduras eliminadas logo estarão de volta.

Não adianta o tratamento se a paciente alimenta-se de forma errada. Faz o tratamento para eliminar celulite e bebe refrigerante todos os dias? Trata e acaba com as estrias e por não ter uma alimentação saudável continua com o efeito sanfona – de que adianta?
Os críticos da carboxiterapia defendem que não vale a pena fazer o tratamento por não ser definitivo. É como aplicar botox e depois de 6 meses ter que reaplicar por ter já o efeito passado em grande parte.

Os resultados da carboxiterapia são:

  • - diminuição no tamanho das medidas;
  • - pele mais resistente;
  • - rejuvenescimento facial;
  • - redução da flacidez nos braços;
  • - redução da flacidez facial e da famosa papada;
  • - eliminação da celulite;
  • - ajuda a melhorar a circulação, reduzindo o inchaço;
  • - redução de estrias, entre outros.

Como contraindicações podemos citar:

  • - doença grave dos pulmões ou coração, que podem vir a comprometer a eliminação do CO2;
  • - infecções no local de aplicação;
  • - alergia na pele;
  • - gravidez.

  • Há poucas contraindicações e sempre que o paciente apresentar uma dessas situações, deve-se cancelar a aplicação. Lembrando que o médico deve ser sempre informado sobre qualquer problema que exista.

  • Com relação aos efeitos colaterais, são poucos e não apresentam tanta gravidade:
    • muita dor no local da aplicação;
    • hematomas no local da aplicação;
    • dormência,  desconforto ou sensação de queimação durante a aplicação, devido à distensão do tecido.
    A sensação de desconforto desaparece assim que a aplicação termina. A dor e os hematomas demoram um pouco mais, não somem de imediato.

 Estima-se que sejam necessárias em média dez sessões, de uma a duas vezes por semana ou a cada 15 dias, dependendo do caso.
A indicação é de que o tratamento não extrapole vinte sessões e que haja um intervalo entre um tratamento e outro, de no mínimo, 6 meses.  Uma dúvida frequente é se há a necessidade de repouso após a aplicação de CO2 – não, não há essa necessidade e a paciente pode retomar suas atividades normalmente.

Os resultados da carboxiterapia não são definitivos, por isso é necessário um acompanhamento e a retomada das sessões. Tudo isso será indicado pelo médico responsável, que fará esse acompanhamento e o monitoramento dos resultados e das necessidades futuras. Os médicos afirmam que depois de 6 meses é recomendado voltar a clínica para realizar novas sessões.

E enfatizando mais uma vez, que a carboxiterapia é um tratamento auxiliar, que pode ser combinada à outros tratamentos estéticos e também combinada à dietas e exercícios físicos.
Por fim, aconselha-se que essa técnica, por ser uma técnica invasiva, seja aplicada somente por profissionais habilitados. Informe-se bem antes sobre o local e os profissionais antes de optar por uma clínica e por um profissional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentario, ele é muito importante para mim, deixe sempre a sua sugestão, assim posso cada vez mais melhorar.